Projeto Literário: Livro x Filme - Querido John - Nicholas Sparks.

por - 27.4.15

Hey gente!
A terceira atividade do projeto literário é algo que eu sempre quis fazer e falar sobre: Livro x Filme. Porque não tem nada melhor do que falar daquele livro incrível (ou não) que foi adaptado para as telonas.
Para mim era muito difícil acostumar, e gostar, da adaptação de um livro. E isso sempre acontecia, sempre. Pois existe a diferença, o enredo, a trilha sonora e a escolha dos atores (que nem sempre combina com os personagens).
Eu me apaixonava pelo livro e, na maioria das vezes, me decepcionava com o filme.
Uma estratégia que venho fazendo é assistir ao filme primeiro, para depois ler o livro. A história se encaixa melhor pois a expectativa não é tão grande sobre o que vai ou não acontecer, e mais: a decepção é menor. Não é preciso imaginar como são os personagens, eles já existem. 
E o livro escolhido é do autor Nicholas Sparks: Querido John. 





Sinopse:  "Querido John”, dizia a carta que partiu um coração e transformou duas vidas para sempre.
Quando John Tyree conhece Savannah Lynn Curtis, descobre estar pronto para recomeçar sua vida. Com um futuro sem grandes perspectivas, ele, um jovem rebelde, decide alistar-se no exército, após concluir o ensino médio. Durante sua licença, conhece a garota de seus sonhos, Savannah. A atração mútua cresce rapidamente e logo transforma-se em um tipo de amor que faz com que Savannah prometa esperá-lo concluir seus deveres militares. Porém ninguém previa o que estava para acontecer, os atentados de 11 de setembro mudariam suas vidas e do mundo todo. E assim como muitos homens e mulheres corajosos, John deveria escolher entre seu país e seu amor por Savannah. Agora, quando ele finalmente retorna para Carolina do Norte, ele descobre como o amor pode nos transformar de uma forma que jamais poderíamos imaginar. 

Atenção: Spoilers pelo caminho.    

O que dizer desse livro incrível que teve uma adaptação que não decepcionou?
Bem, na verdade, fico dividida sobre essa história, pois, assim como tantos filmes, existem diferenças mas que não chegam a desfocar, totalmente, da história do livro. São coisas que, se eu pudesse, mudaria, mas não muda o fato de que gostei bastante de ambos.
Aprendi, depois de um tempo, que o filme não tem a obrigação de descrever cada pequeno detalhe do livro, e que comparações, em alguns casos, são desnecessárias. Então sigam meus motivos para amar, e não amar, tanto a adaptação como o livro.
O filme tem um final diferente do livro, e vocês não têm a noção de como fiquei feliz por isso, pois o final do livro não foi algo que eu queria, não existiu o final feliz que eu queria. Já basta a vida com finais tristes, né gente?
Para quem assistiu o filme, o Tim, melhor amigo e marido de Savannah, acaba morrendo, e no final ela e John se encontram, o que dá a entender que eles podem ficar juntos no final das contas. Nunca uma morte foi tão bem vinda, haha.
Ao contrário do livro, a Savannah é loira, interpretada pela atriz Amanda Seyfried (chorem morenas), e o Alan é filho do Tim, não irmão.
O livro me fez chorar desde o momento daquela carta, que partiu não só o coração do John, mas o meu, até o momento onde a Savannah ergue o rosto para a lua.
Digam-me uma razão para terminar daquela forma? Eu sofro mais com os personagens do que com minhas decepções amorosas. Triste realidade.
Eu não tenho do que reclamar da adaptação, pois tanto ela como o livro me ensinaram algo para se levar até o fim da vida: o amor significa pensar mais na felicidade de uma outra pessoa do que na própria, não importando quão dolorosa sua escolha pode ser. Pois se você ama alguém, você a deixa ir.
E depois disso, as diferenças entre o livro e o filme não são tão importantes, se tornam pequenas, pois ambos nos trazem a mesma mensagem. E é isso que amo quando leio ou assisto algo: aprender, conseguir captar o que o autor e diretor querem dizer, querem mostrar através de 200 páginas ou duas horas.

http://www.quaseoutono.com/search/label/projeto%20liter%C3%A1rio
Espero que tenham gostado deste post, eu amei fazer, obrigada pela visita e venha conhecer os blogs participantes: 

posts relacionados

0 comentários

Hey, seja muito bem-vindo(a)! Fique à vontade para comentar e obrigada pela visita.
Abraços!!
@quaseoutono