Lobo Mau - Nele Neuhaus

por - 14.7.15

Título: Lobo Mau - 1° edição 2014. (Böser Wolf - 2012)
Autora: Nele Neuhaus
Editora: Jangada
Páginas: 496
Sinopse: "Uma adolescente é encontrada morta no rio Meno, nos arredores de Frankfurt. Sua identidade é um mistério. Aparentemente, ela é a terceira vítima de uma festinha regada a álcool que terminou tragicamente, mas a polícia descobre que a água nos pulmões da garota não é do rio, e que seu cadáver mutilado está ali há dias. Pia Kirchhoff e Oliver von Bodenstein, os detetives do best-seller Branca de Neve Tem que Morrer, agora trabalham para descobrir quem aprisionou, estuprou e brutalizou a jovem. Enquanto isso, mais crimes acontecem: a apresentadora de um programa de TV sensacionalista é espancada, estuprada e trancada no porta-malas de seu próprio carro e uma psiquiatra sofre uma morte terrível. A ligação entre os crimes é uma rede de violência e corrupção que atinge a elite da sociedade alemã e o próprio departamento de Pia. Mas talvez seja tarde demais para ela e Oliver descobrirem quem é o lobo mau."



Para começar, nada, mas nada mesmo, poderia ter me preparado para uma história assim.
É o primeiro suspense policial de Nele Neuhaus que li, e fiquei sabendo depois que se tratava de uma série, contando casos dos detetives Pia Kirchhoff e Oliver von Bodenstein.
Quando comprei o livro esperava algo leve e fácil de solucionar, que nada!
Lobo Mau se baseia numa das coisas mais cruéis do nosso mundo: abuso sexual infantil. 
Pia e Oliver investigam e procuram saber quem assassinou uma adolescente e além disso há  casos ligados com esse crime, que no início parecem ser isolados.
A adolescente pertencia a um orfarnato, cujo dono fazia parte da elite alemã. Enquanto a investigação para saber quem matou a garota acontece, uma apresentadora é estrupada e uma psiquiatra morre, e esses três casos estão ligados a uma rede de pedofilia dirigida pela nata da sociedade. Homens milionários e com grande influência conseguem crianças para a prática desse crime, que se tornou quase impossível de saber quem são os autores, a pedofilia.
Devo dizer que a história me deixou chocada e abalada por ser tão verdadeira, com personagens incrivelmente construídos.
A história tem partes do passado de uma personagem intrigante: Michaela. 
Michaela, na época com 8 anos vive cenas de "brincadeiras" com seu pai, normais se não fossem seu esquecimento depois. Além do abuso, ela sofria de um transtorno dissociativo de identidade. Isso se dá quando partes da personalidade de alguém é fragmentada, ou seja, existem de maneira independente uma da outra. Quando uma personalidade está no controle a(s) outra(s) ficam em segundo plano, suas lembranças são afetadas e sua memória é prejudicada, com períodos que parecem faltar, mas, na verdade, são vividos por outras partes do seu eu. 
Um pouco complicado de entender não é? Mas isso realmente existe e acontece.

"Ah, sim, andar de pônei! E sozinha com o papai, sem a mamãe nem os irmãos! [...] Embora já tivesse ido algumas vezes com papai à casa do tio Richard, não conseguia se lembrar direito dela nem dos pôneis; era estranho. Mas ficou muito feliz, pois o papai também tinha trazido para ela um vestido novo e lindo, que já poderia vestir antes de sair. [...] Pena que depois não conseguia se lembrar de nada. Pena mesmo." pág 60-62.

"Desde menina, teve de partilhar seu tempo com Tanja, Sandra, Stella, Dorothee, Carina, Nina, Babsi e inúmeras outras identidades." pág 399.



Lobo Mau é um livro intenso e os detalhes do livro é interessante: as páginas são marcadas por borrifos de sangue, dando um ar de suspense na hora da leitura. 
Os capítulos se dividem em dias, onde diferentes personagens narram a história, com o propósito de nos fazer acompanhar, pela visão deles, os acontecimentos, tanto das investigações como suas rotinas. A quantidade de personagens não se torna um problema já que cada um é parte importante da história. Cada personagem é necessário para que não sobre alguma ponta solta, um exemplo é Emma, amiga de colégio de Pia que tem uma filha, Louisa de 5 anos, que começa a ter comportamentos estranhos, logo percebidos pela mãe. Emma, uma personagem que, de início parece ser dispensável, tem importância no desfecho da obra. Da garota achada no rio à Louisa, tudo está interligado.
Na busca dos detetives por solucionar os atuais casos, antigos aparecem e provam que injustiças e corrupções acontecem até no meio policial. 
Lobo Mau nos faz lembrar do conto da chapeuzinho vermelho, em que no final tudo acaba bem, mas Nele Neuhauns nos mostra que existe sim lobos em pele de cordeiros, é aquele seu vizinho, ou até seu amigo mais próximo. Quando pessoas manipuladoras estão no poder, a verdade deve se manter bem escondida, nem que, para isso, a culpa seja jogada em inocentes.
Lobo Mau é o sexto volume da série, que se iniciou com "Branca de Neve Tem que Morrer", e isso não atrapalha a leitura caso você não tenha lido os anteriores, só ficará interrogações sobre a vida pessoal dos personagens fixos, os detetives.
Apesar de não ter lido os outros livros, para mim Oliver von Bodenstein ficou como um coadjuvante, se comparado a Pia Kirchhoff que não mediu esforços e se empenhou ao máximo para descobrir a verdade.
O livro tem várias pistas para os leitores e, mesmo assim é impossível não se chocar quando a verdade é descoberta e a crueldade de alguns humanos é exposta.
O livro de Nele Neuhaus não era nada do que eu esperava, é o tipo de história que não deixa o leitor se distrair. A sede por justiça bateu várias e várias vezes, me senti próxima e pude conhecer como esse tipo de gente trabalha para conseguir realizar seus desejos perversos e como o submundo da pornografia infantil funciona.
Gostei bastante da leitura ao mesmo tempo em que era perturbante de um jeito não tão pesado.

É um livro que meche com os sentimentos do leitor e faz cair a ficha de que isso é algo que acontece diariamente pelo mundo, e de quão grande é o medo das crianças que sofrem.

Por isso vale lembrar:
Abuso é crime, disque 100 e denuncie.

posts relacionados

1 comentários

  1. Nossa, amei a sua resenha! Acho que nunca eu ia conseguir explicar tão bem quanto você kkk mas tudo que você disse é exatamente o que eu penso. As pessoas tem a mente muito fechada, elas sabem que isso acontece diariamente mas não querem enxergar a verdade.. Por isso cada dia mais crianças são abusadas!

    ResponderExcluir

Hey, seja muito bem-vindo(a)! Fique à vontade para comentar e obrigada pela visita.
Abraços!!
@quaseoutono