Resenha: Princesa Implacável - Mary Oliveira

por - 3.10.15

Título: Princesa Implacável
Autora: Mary Oliveira
Editora: Independente 
Ano: 2015 Páginas: 408
Adicione ao Skoob.
E-book cedido pela autora.
Sinopse: "Hannah nunca fora um paradigma no que diz respeito ao seu título de princesa. Na verdade, ela sempre tentou fugir dos padrões impostos pelas leis e doutrinas equivocadamente impostas na sociedade em que vive. E, por mais que estivesse sempre disposta a sair do conto de falhas que sua vida era, ela não conseguira. Nunca tivera sequer uma chance. Até agora. Após ser obrigada a se casar com um homem sete anos mais velho, homem este responsável por algo terrível na vida de outra mulher, ela se surpreende quando em sua noite de núpcias ele lhe faz uma proposta. Poderia ser a coisa mais louca que ela faria para fugir de coisas como seu pai e a coroa que, com o decorrer dos anos, passou a odiar. Mas era válido, e talvez fosse sua última chance. A questão era que o destino lhe reservara uma surpresa, um imprevisto, e este agiu de forma inexorável ante todos os seus planos. Mas foi o que a ajudou a descobrir o que estava por trás de seu casamento, e, principalmente, a começar a entender os motivos que levaram seu marido a oferecer-lhe aquele acordo. No fim, ela percebera que havia mais segredos e perigos envolvendo a união dos dois do que imaginara."



O que dizer desse livro apaixonante?



Princesa Implacável se passa no século atual, XXI, e conta a história de Hannah, uma mulher um tanto egoísta e herdeira do trono de Cambridbel, que se vê obrigada a casar com alguém que odeia, o príncipe Henry, do estado de Constia.
Sim, as mulheres ainda são obrigadas a se casarem contra a própria vontade. No caso de Hannah, seu pai se juntou com o pai de Henry, os forçando a uma união pouco desejada, visando melhorias para ambos os principados.
O livro é um clichê pouco imprevisível, com romance, príncipes e princesas , mas que faz o leitor não desgrudar da história por um segundo. 
As primeiras páginas se passam durante a lua de mel, onde Hannah evita ao máximo a companhia do príncipe, insistindo em manter distância, até que uma ligação após um beijo muda tudo. O casal tem que voltar rapidamente para Constia, fazendo o combinado de se divorciarem em uma semana ir por água abaixo.
Durante sua estadia no principado de Henry, Hannah começa a ler um diário que lhe foi entregue no dia de seu casamento por seu pai, a pedido de sua falecida esposa, Sophie.
Nele, há toda a história de como sua mãe conheceu seu pai e o quão difícil foi lidar com um casamento arranjado. Sophie dá dicas a Hannah, e pedidos de paciência para com seu marido e a princesa custa a levar a mãe a sério.


"Aprendi que o amor vem com a convivência. Com a admiração e o respeito recíprocos."
Pág. 28

Gente, o Henry é detestável apenas aos olhos de Hannah. Ele não é um príncipe, é "o" príncipe: atencioso, amável e muito paciente, porque haja paciência pra lidar com a protagonista mimada.
Existe insegurança e sentimentos ainda não decifrados dela para com Henry, não sabe se o que sente é realmente ódio e busca as razões para um sentimento indecifrável, e isso é posto a prova quando Constia começa a ser invadida e atacada, com a desculpa de que Hannah não pode ficar com o príncipe pois são de principados diferentes, o que resultaria na queda de um para que o outro progrida.
Mas há muita coisa rolando por trás desses ataques, principados diferentes não é o único problema. Existem pessoas querendo a separação por outros motivos, Hannah e Henry terão que se unir para descobrir a real razão dos ataques e é aí que ambos percebem que se amam, e terão que lutar por isso e pela busca da paz.
A narrativa é em primeira pessoa, por Hannah, fazendo com que o leitor conheça e saiba como é viver em um principado, as obrigações e deveres para seu povo e que a vida no trono não é nada fácil. O livro é um clichê amável, mesmo a história já sendo conhecida - princesa, príncipe, casamentos arranjados - é gostoso de se ler. 
Podemos observar o crescimento de mulher mimada e egoísta para princesa preocupada com seu povo, responsável e claro, implacável. E isso graças a autora, que soube nos mostrar tanto sua boa escrita como a evolução da história.
Princesa Implacável é uma história que gostei muito, o fim não me era esperado e amei! Recomendo a leitura e já quero partir para outros livros da Mary.


Conheça aqui cada sinopse dos livros da autora :)
E siga o blog por aí

posts relacionados

2 comentários

  1. Agatha!! O que dizer desta resenha perfeita? hahaha <3
    AMEI não parece suficiente, mas é o que consigo pensar agora, e que chega perto do que acho. hahahahaha <3
    Obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu que agradeço!
      Amei conhecer a implacável da Hannah e o fofo do Henry ♥♥
      Beijos!

      Excluir

Hey, seja muito bem-vindo(a)! Fique à vontade para comentar e obrigada pela visita.
Abraços!!
@quaseoutono