Sick-Lit: que gênero é esse?

by - 15:30


Hey pessoas, como estão?
Já ouviram falar de sick-lit? Eu nunca! É tantos gêneros que até fico perdida, esse termo não era conhecido por mim, até ontem. Daí dei uma pesquisada e pronto.
Sick-lit pode ser traduzido como "leitura doentia/enferma", ou seja, aqueles livros que contém jovens depressivos ou que carregam qualquer outro tipo de doença, que antes eram ignoradas, mas que nos últimos tempos têm se tornado populares entre os jovens.
Apresento-lhes três livros desse gênero (que aposto, vocês devem conhecer algum):
Como falar de sick-lit e não lembrar de um dos mais famosos: A Culpa é das Estrelas? História jovem e triste.

“Hazel é uma paciente terminal. Ainda que, por um milagre da medicina, seu tumor tenha encolhido bastante — o que lhe dá a promessa de viver mais alguns anos —, o último capítulo de sua história foi escrito no momento do diagnóstico.
Mas em todo bom enredo há uma reviravolta, e a de Hazel se chama Augustus Waters, um garoto bonito que certo dia aparece no Grupo de Apoio a Crianças com Câncer. Juntos, os dois vão preencher o pequeno infinito das páginas em branco de suas vidas.”

 Ao contrário daquele ali em cima, esse é mais leve e engraçado e recheado de sacarmo, e logo logo terá resenha dele por aqui.
“Na trama, Greg é um nerd invisível socialmente que tem apenas um amigo, Earl, com quem passa o tempo jogando video game e (re)criando versões bastante pessoais de clássicos do cinema. Até a mãe de Greg decidir que ele deve se aproximar de Raquel, colega de turma que sofre de leucemia. Contrariando todas as expectativas, os três se tornam amigos e vivem experiências ao mesmo tempo tocantes e hilárias, narradas com incrível talento e sensibilidade pelo autor Jesse Andrews.”

Um outro que já li desse gênero, e tem resenha dele por aqui, é Garotas de Vidro, de Laurie Halse Anderson
“Lia está doente e sua obsessão pela magreza a deixa cada vez mais confusa entre a realidade e a mentira. Mas ela perde totalmente o controle quando recebe a notícia de que sua melhor amiga, Cassie, morreu sozinha em um quarto de motel. E o pior: Cassie ligou para Lia 33 vezes antes de morrer. O que começou como uma aposta entre duas amigas para ver quem ficaria mais magra tornou-se o maior pesadelo de duas adolescentes reféns de seus próprios corpos. Garotas de Vidro é uma história intoxicante sobre a autorrepugnância e a busca pela identidade. Neste livro, Laure Halse anderson aborda de modo realista a dolorosa condição de jovens que sofrem de transtornos alimentares e sua complicada relação com o espelho e consigo mesmos.”

Já leram e/ou ouviram falar desse gênero? Quero saber, digam aí! 
E sigam o blog por aí

veja também:

0 comentários

Hey, seja muito bem-vindo(a)! Fique à vontade para comentar e obrigada pela visita.
Abraços!!
@quaseoutono