O que achei de: Guerra Civil - Stuart Moore 📖

por - 18.1.17

“- Acho que esse plano vai nos dividir ao meio. Acho que vamos acabar em guerra uns contra os outros.”
página 81

Guerra Civil (Civil War, 2014) - Stuart Moore
Páginas: 400 Ano: 2015
Editora: Novo Século
Sinopse: A épica história que provoca a separação do Universo Marvel! Homem de Ferro e Capitão América: dois membros essenciais para os Vingadores, a maior equipe de super-heróis do mundo. Quando uma trágica batalha deixa um buraco na cidade de Stamford, matando centenas de pessoas, o governo americano exige que todos os super-heróis revelem sua identidade e registrem seus poderes. Para Tony Stark, o Homem de Ferro, é um passo lamentável, porém necessário, o que o leva a apoiar a lei. Para o Capitão América, é uma intolerável agressão à liberdade cívica. Assim começa a Guerra Civil.

Já começo confessando que por um pequeno momento acreditei que Guerra Civil seria a mesma história que foi para os cinemas, e não uma adaptação dos quadrinhos de Mark Millar e Steve McNiven. Mas ok, quebrei a cara (e cá entre nós, quem iria querer uma adaptação do filme?).
Mas decepções a parte, me dei muito bem com um livro que não leria se fosse em quadrinhos, e como eu li a maioria dos spoilers existentes dessa guerra, não poderia deixar de conhecer essa história.
O livro, dividido em partes e pontos de vista, começa nos apresentando os Novos Guerreiros, um grupo de jovens heróis que têm suas vidas acompanhadas por câmeras de um reality show. Tudo vai bem até terem que enfrentar alguns vilões, o que resulta na morte de centenas de inocentes em Stamford, Connecticut.
E, na primeira parte, O último Brilho, após esse trágico acidente, o Comitê Senatorial de Investigações Meta-Humanas entra em votação para saber o que fazer com os super heróis, como ter um controle para que acidentes de grandes proporções não ocorram.
Enquanto os heróis se reúnem para saber o resultado, que obrigará todo super humano a se revelar e registrar seus poderes, Capitão América está acima de Nova York, na base da S.H.I.E.L.D., sendo convencido pela ex comandante, agora Diretora Maria Hill, a prender os que forem contra a proposta Lei de Registro (LDR), os rebeldes. E o bom moço torna-se um após recusar o comando de Hill, alegando que esse plano iria provocar uma divisão, onde iriam acabar em guerra, uns contra os outros, e não vê outra alternativa senão fugir.
E é isso o que acontece: Heróis se dividem, a favor e contra a Lei.
De um lado, Homem de Ferro e dezenas de outros heróis, que buscam fazer com que acreditem que super-humanos possam não ser ameaça se devidamente registrados. E do outro, A Resistência, liderada por Capitão América, com heróis que se opõem a LDR, acreditando que isso acabaria com suas liberdades.

“- Acredite em mim, Natasha. Capitão está errado desta vez.”
página 98

Guerra Civil não foca somente nas ideias totalmente opostas de Tony Stark e Capitão, mas também na vida da Mulher Invisível e do amigão da vizinhança, Homem Aranha. O que acaba deixando a história mais interessante, pois podemos conhecer pensamentos diferentes sobre a Lei de Registro, suas consequências e como isso afeta as vidas envolvidas.

“Sue se deu conta do que aquilo se tornara: uma batalha irreconciliável entre Homem de Ferro e Capitão América, cada um deles absolutamente convencido de que sua causa era justa. Nada podia detê-los, nem deuses, nem vilões, nem mesmo seus amigos heróis. Essa batalha continuaria até que um dos dois estivesse morto.”
Página 170

Não é necessário dizer qual lado está certo ou errado, pois querer fazer com que a população confie nos heróis e que a liberdade não seja ferida não são coisas ruins, mas sim os meios para alcançar tais fins. Ambos estavam errados, ao mesmo tempo em que acreditavam estarem certos, e vice-versa.
Heróis sofreram, desertaram e serviram de espiões nos dois lados, a opinião pública começou a ficar instável sobre a Lei, com opiniões divididas, e se isso já não fosse ruim o bastante, vilões eram registrados e recrutados para a S.H.I.E.L.D.. Apelidados de Thunderbolts, eles caçavam os rebeldes. Afinal o que seria melhor do que super vilões, capturando super heróis? É, a coisa ficou feia.
No começo da leitura, tive uma dificuldade em me adaptar e mergulhar de vez na história, já que não sou lá uma grande fã (já que só acompanhava os filmes), mas esse fato, e também os mais de 30 heróis/vilões que eu mal conhecia me deixaram perdida e confusa, não me desanimaram, já quero ler mais livros do mundo Marvel.

Guerra Civil, com sua capa brochura com ilustrações na orelha foi uma leitura muito agradável e satisfatória, to pensando em fazer um Livro x Filme dessa história, porque merece, viu?!
É impossível não fazer uma comparação. São histórias totalmente separadas e que diferem muito uma da outra. O que me decepcionou em relação ao filme, me agradou no livro, já que é mais completo, com motivos bem mais, como posso dizer... significativos.
Gostei bastante da história, minha avaliação no Skoob foi de 5/5, e já quero saber o que vem depois. Recomendo para quem não curtiu tanto o filme (assim como eu), e quer conhecer esse lado adaptado das hq's.

A Novo Século Editora conta com 15 livros da Série Marvel, são eles:

O Toque da Vampira
Homem-Aranha entre Trovões
X-Men: Espelho Negro
Guerra Civil
Vingadores: Todos Querem Dominar o Mundo
Homem de Ferro
Homem-Formiga - Inimigo Natural
Guardiões da Galáxia: Rocket Raccoon & Groot – Caos Na Galáxia
Guerras Secretas
Deadpool – Dog Park
A Morte do Capitão América
Wolverine: Arma X
Novos Vingadores: Motim
Doutor Estranho: Sina dos Sonhos
X-Men: Dias de um Futuro Esquecido

Leia as sinopses e garanta a série na Amazon :)

To juntando dinheiro pra comprar os 14 que faltam, quem quiser contribuir me presenteando, ficarei agradecida haha 💕
Até mais! 📖

posts relacionados

2 comentários

  1. Eu tenho mita vontade de comprar esse livro, para ver até que nivel ele interage com as HQS, achei interessante ele não levar em conta a história do filme porque Guerra Civil vai bem além de tudo aquilo, além de que os filmes da Marvel tem muita coisa diferente da história original.
    Mas aconselho que qualquer dia tente ler alguma HQ, acho que você não deve gostar muito não é? Mas tem HQs ótimas com temas muito legais.https://somaisumaleatorio.wordpress.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hey!
      Então, a história do filme não tem nada a ver com a do livro, é muito superficial se comparada, o que me decepcionou um pouco :/
      Aaah não curto muito hq, mas pretendo começar a ler sim, o mundo marvel me encantou demais, não pretendo ficar só nos livros haha.
      Obrigada pela visita :))

      Excluir

Hey, seja muito bem-vindo(a)! Fique à vontade para comentar e obrigada pela visita.
Abraços!!
@quaseoutono